21 de jan de 2011

O Novo Queridinho


Durante muitos anos Robert De Niro foi o queridinho de Martin Scorsese no meio cinematográfico. A parceria gerou obras como Caminhos Perigosos (1973), Taxi Driver (1976), New York, New York (1977),  Touro Indomável (1980), O Rei da Comédia (1982), Os Bons Companheiros (1990), Cabo do Medo (1991) e Cassino (1995).

Martin Scorsese e Robert De Niro
Mas o tempo passou e o aclamado diretor resolveu adotar um novo pupilo que, ao contrário de seu antecessor, já era detentor de uma relativa experiência interpretativa. A notar pelas suas atuações em Romeu + Julieta (1996), Titanic (1997), Homem da Máscara de Ferro (1998) e A Praia (2000). 

Então, entra em cena, literalmente, Leonardo DiCaprio

Leonardo DiCaprio e Martin Scorsese
“O diferencial de Leo é seu rosto extraordinariamente cinematográfico. Ele poderia ter sido um grande ator do cinema mudo porque tanta coisa acontece nos seus olhos, pode-se ler tanta coisa em seu rosto”, comenta Scorsese. (fonte: Miolão)

Parcerias Scorsese/DiCaprio

Gangues de Nova York, 2002
O Aviador, 2004
Os Infiltrados, 2006

Ilha do Medo, 2010

18 de jan de 2011

Amor Cão

 
Amores Perros, 2000 (dir. Alejandro González Iñárritu)

Ainda que tentemos esconder

Ainda que saibamos omitir

Também somos o que não vivemos


Vencedor de 11 prêmios Ariel, Prêmio da Crítica em Cannes e indicado ao Oscar como Melhor Filme Estrangeiro.

"O amor não magoa, a dor é tão complexa como fingida. Mas nós acabamos sempre por ser brilhantes actores." (César Carvalho)

2 de jan de 2011

Redemoinho

Porque meus olhos se renderam sem demonstrar sinais de cansaço. Atitude e palavras incompatíveis enquanto o barco andava a duas mil léguas do destino. Não se sabe mais por onde iniciar um raciocínio, pois a construção frasal ideal não vem, assim como outras medidas permanentes nunca se tornaram profiláticas. Então, aquela desavença do começo, do motivo aparente, ganha fôlego. Ela começa no presente e termina no passado. Basta o sangue esquentar para o que estava fora mostrar sua cara. Escarrado e esculpido a face do dono.

John Wilmot (Johnny Depp) em O Libertino, de Laurence Dunmore
 
"Serei um cão, um macaco ou um urso,
Tudo menos aquele animal vaidoso
Que se vangloria tanto de ser racional."
(
John Wilmot)